Gelato italiano

eu

Não, não é sorvete, é gelato! Pefeito, cremoso, artesanal, sem aditivos e feito com frutas frescas e sazonais. Com certeza a Itália é o paraíso da boa comida.

O primeiro post sobre a Itália tinha que ser sobre eles: os gelatos. Eu não gosto muito de sorvete, mas até o mês passado eu vivi a espera do dia em que experimentaria o tal gelato italiano de verdade.

O grande dia chegou e o primeiro sabor que experimentei foi o de chocolate fondente em uma gelateria (vegana) em Pavia, norte da Itália. Pavia não é uma cidade turística e talvez por isso a gelateria servisse apenas os sabores clássicos, que já são muitos, mas nada de Tiramisú em forma de gelato como se acha em toda esquina em Roma.

frigidarium

Curiosamente essa gelateria em Pavia era vegana e uma das melhores. Mas não precisa se esforçar para achar gelatos sem leite na Itália, a maioria dos sabores de frutas são naturalmente veganos e o chocolate fondente também (é feito com água o que o deixa bem leve e meio amargo).

master ice cream placa

 

E os gelatos eram realmente tudo aquilo que me falaram. Insisto em corrigir quem os chamam de sorvete porque o tratamento que é dado para esse doce lá é muito distinto. De igual nem a aparência: eles são mais cremosos e não são congelados. Levam menos gordura e açúcar na preparação. Também são menos airados e é possível encontrar até versões sem açúcar. Gelato que é gelato é artesanal, não dá para competir.

frigidarium sabores

E de todas as gelaterias que entrei, essa de Pavia foi a melhor. E não porque era vegana (para quem desconfia com razão de que eu puxo o saco dessas coisas), mas ela era tradicional e com o melhor sabor de chocolate fondente e de avelãs.

frigidarium placa

Mas eu não fiquei o mês inteiro em Pavia. Meu marido e eu passamos por Milão, Roma e Cinque Terre. Acabo de me dar conta que não tomei gelato em Milão! Bom, mas acho que compensei isso em Roma. Meu marido parava em toda gelateria que encontrava e assim eu pude quase zerar os sabores juntando com os que experimentei dele. E são realmente muitas gelaterias em Roma. Acho que só perde para pizzarias (que muitas vezes também vendem gelatos).

Roma é um centro turístico e toda comida parece que é voltada para deixar turístas enlouquecidos e pobres (mas os gelatos em geral são baratos). Lá eu vi os gelatos mais incríveis, com calda crocante, biscoitinhos e sabores exóticos.

Mas foi perto da Piazza Navona que virou nosso “point”. Na mesma rua existem duas sorveterias, uma vegana orgânica com opções sem açúcar (CamBio Vita) e outra com os sabores mais fascinantes possíveis (Frigidarium).

placa gelato cambio vita

gelato CamBio Vita

Comecei a notar que os gelatos começaram a ficar menos incríveis quando fomos para Cinque Terre. Ainda eram gelatos deliciosos e lindos, mas os de Roma me deixaram mal acostumada. Admito que cheguei a ficar de mal humor e resmunguei por causa de uns pedidos frustrados… Ops!

 

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Checagem anti-spam. (Digite apenas número)

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>