De Bolhoed. Café e restaurante vegetariano em Amsterdam

bolhoed

Café e restaurante vegetariano perto da Casa de Anne Frank. Menu vegano e lacto, com lindas tortas geladas para sobremesa e um ambiente descontraído. Comida fresca, colorida, saborosa e bem servida com preço moderado.

Ontem foi meu último domingo em Amsterdam. Tirei o dia para visitar outros museus e finalmente conheci a casa de Anne Frank. E como era de se esperar, eu era a única chorando e com um nó na garganta no final da visita. Meu marido e eu saímos do museu as 20h e a maioria dos restaurantes já estavam prestes a fechar a cozinha. Eu havia feito uma lista de restaurantes vegetarianos em Amsterdam para caso estivéssemos passando por perto, e esse era o mais perto e um dos poucos com a cozinha ainda aberta. Esqueci do frio que me fazia contrair as pernas e fui atrás da comida!

bolhoed2

O ambiente era pequeno e muito aconchegante, com quadros coloridos, flores e velas nas mesas e com música ambiente alegre. Foi como chegar em casa para jantar. Adoro essa sensação de chegar em um ambiente quentinho, pendurar o sobretudo e se sentar a mesa com aquela iluminação amarelinha. É a melhor parte dos meses frios.

Perguntamos se tinha mesa para dois disponível. Não sei se era necessário reserva, mas arriscamos. De início o atendimento foi um pouco frio mas logo surgiu um ar de simpatia e bom humor.

bolhoed4

O restaurante é vegetariano e com a maioria dos pratos veganos. Quando está escrito queijo no menu é queijo mesmo! Não é o vegetal como nos restaurantes veganos.

bolhoed1

Eu pedi no menu o North Afrikan:
Massa filo recheada com tofu, vegetais, ervas e especiarias.
Cous cous com pinhão (pine nut) assado
Molho de iogurte de soja com menta e salada que acompanha todos os pratos.
Meu marido pediu um casserole de legumes com queijo, que vinha acompanhado de quinoa e salada.

O local oferece uma variedade de sucos frescos entre outras bebidas. Eu experimentei o suco de laranja com damasco e de maçã com elderberry.

bolhoed5

O prato vem bem servido mas demora um pouco para chegar. Considerando que é tudo fresquinho preparado na hora, vale a pena ter paciência. O desconforto não foi ter que esperar a comida, mas ainda estar na metade do prato quando visivelmente estão querendo fechar o restaurante. Estávamos conversado e tive aquela sensação de ter apenas nossa voz sobressaindo no ambiente.

bolhoed3

Foi quando me dei conta que já não tinha mais música tocando, uma maneira delicada de dizer ‘estamos fechando’. O som de utensílios sendo guardados na cozinha estavam ficando cada vez mais intenso. Ok, entendi que tem alguém querendo ir embora, e esse alguém não era eu! O restaurante tem tortas lindas veganas para sobremesa! Assim que entramos fiquei hipnotizada pela geladeira com aquelas sobremesas com frutas, chocolates e castanhas. Esperei minha janta pensando no que poderia pedir depois. Mas não rolou, eramos os únicos ainda comendo no restaurante. Metade do salão já estava com cara de fechado, os funcionários sentados em uma mesa claramente esperando nossa ida. Em nenhum momento faltou educação, mas perdi o clima para comer, preferi sair e comprar um café.

bolhoed6

Foi uma pena não ter mais tempo, não ter mais fome e o orçamento limitado. Voltaria para experimentar outras opções do menu e, é claro, a torta.

Café e restaurante Bolhoed
Prinsengracht 60-62, Amsterdam

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Checagem anti-spam. (Digite apenas número)

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>